O Pilates não é uma prática boa apenas para quem sofreu alguma lesão ou precisa conviver com dores. Os corredores também podem se beneficiar muito da metodologia e dos exercícios.

O treino de um corredor, ao contrário do que possa parecer, não depende apenas de potência e do preparo físico. A coordenação e a estabilidade também são elementos fundamentais para que o atleta consiga competir e evitar lesões.

Esse é o primeiro ponto em que o Pilates pode ajudar um corredor. Como um dos princípios da metodologia é justamente a concentração e a consciência corporal, o atleta consegue manter a estabilidade e a coordenação durante as provas para ter um desempenho melhor.

O fortalecimento dos músculos centrais do corpo, o famoso Power House, também ajuda na manutenção da postura do corredor, deixando a coluna mais protegida e proporcionando maior controle nos movimentos.

Esse benefício faz com que o corredor tenha maior fluidez e, até mesmo, economia nos movimentos durante a corrida.

Outro ponto importante que o Pilates tem o poder de melhorar é a respiração. Não é segredo para ninguém que, durante uma corrida, manter a respiração correta é fundamental, tanto para a performance, quanto para evitar dores e contrações após a prova.

Sem contar com o fato de que o Pilates ajuda a prevenir as temidas lesões e a diminuir o impacto nas articulações, problemas sérios enfrentados pelos corredores e que podem acabar com carreiras.

Compartilhar: